10 Projectos Open Source que mudaram o mundo

10 Projectos Open Source que mudaram o mundo

O conceito Open Source transformou, radicalmente, o cenário de desenvolvimento de softwares. Sem dúvidas, essa transformação foi um dos pilares que impulsionou a inovação e o progresso tecnológico das últimas décadas.

Imagine um universo tecnológico, onde o acesso ao código-fonte e a liberdade de modificá-lo não existissem. Isto fá-lo-ia menos inclusivo, menos adaptável e menos poderoso.

Actualmente, a influência do Open Source sobre as nossas vidas é cada vez mais presente, e vai de sistemas operacionais, aplicativos móveis às plataformas de nuvem. Empresas como a Design Líquido e a Vercel, têm desempenhado papéis significativos na promoção e no desenvolvimento de projectos Open Source, que destacam, desse modo, a sua importância e relevância contínua.

Então, já consegue ver o quão importante é o Open Source no universo tecnológico? Se não, esperamos que ultrapasse com a informação que vamos-lhe apresentar, sobre os 10 dos vários projectos Open Source que não apenas revolucionaram o mundo de desenvolvimento de softwares, mas, também, deixaram uma marca indelével na história das sociedades. Atenção que essa lista não é por ordem de relevância, e a lista foi compilada com base na observação e opnião do autor.

  • GNU/Linux;

  • Android;

  • Electron;

  • MySQL;

  • Git;

  • NodeJs;

  • Vue.js;

  • Docker;

  • Kubernetes;

  • TensorFlow.

GNU/Linux

GNU foi iniciado por Richard Stallman, em 1983, com o objectivo de criar um sistema operacional completamente livre. Em 1991, Linus Torvalds lançou o kernel Linux, que combinado com as ferramentas GNU, formulando conhecido sistema operativo, GNU/Linux.

O GNU/Linux, ou simplesmente Linux, é utilizado em servidores, supercomputadores, desktops e dispositivos embarcados. O projecto é mantido por uma comunidade global de desenvolvedores e empresas, promovendo inovação contínua.

O código do Linux pode ser encontrado no GitHub de Torvalds.

Android

O Android é um dos sistemas operacionais mais utilizados em smartphones e tablets no mundo. Inicialmente, desenvolvido pela Android Inc. e adquirido pelo Google em 2005, foi lançado, de modo oficial, em 2008.

Baseado no kernel Linux, o Android possui um framework próprio para aplicativos móveis, oferecendo uma plataforma robusta e flexível para desenvolvedores e usuários.

O ecossistema Android tem impulsionado a criação de diversas inovações e tecnologias, que têm impactado, significativamente, o mundo dos dispositivos móveis além.

Veja o repositório do Android no GitHub.

Electron

O Electron é um framework Open Source criado pela GitHub em 2013. Ele permite a criação de aplicativos desktop multiplataforma usando tecnologias web como HTML, CSS e JavaScript.

Electron possibilitou que desenvolvedores criassem aplicações desktop que funcionam em Windows, macOS e Linux, a partir de um único código-base.

Muitas aplicações populares, como Visual Studio Code, Slack, Discord, e Atom, foram construídas usando Electron, demonstrando sua capacidade de criar aplicativos de alto desempenho e ricos em recursos.

Então, já pensou em contribuir para um projecto como esse? Veja o GitHub.

MySQL

Um dos bancos de dados mais usados do mundo, especialmente, em aplicações web é sem dúvidas o MySQL. O MySQL foi desenvolvido por Michael Widenius, David Axmark e Allan Larsson em 1995. Posteriormente, foi adquirido pela Sun Microsystems e, em seguida, pela Oracle Corporation.

O MySQL é reconhecido por seu desempenho e capacidade de escalar para grandes volumes de dados. Originou diversos forks, como MariaDB, que mantêm o espírito open source e introduzem novas funcionalidades. Está interessado em contribuir?

Git

Git é um sistema de controle de versão distribuído, criado por Linus Torvalds em 2005. O Git revolucionou o desenvolvimento de softwares ao facilitar a colaboração entre desenvolvedores.

Sendo um Open Source, o Git tornou-se, amplamente, acessível e utilizado, fomentando um ecossistema robusto de ferramentas e serviços, como GitHub, GitLab, e Bitbucket.

Veja o código do Git no GitHub.

Node.js

Node.js é um ambiente de execução de JavaScript no lado do servidor que foi lançado por volta de 2009, trazendo consigo a capacidade de construir aplicações altamente escaláveis e eficientes, como servidores web e APIs.

O Node.Js popularizou o uso de JavaScript no backend, ao permitir que desenvolvedores utilizem a mesma linguagem tanto no front-end, quanto no back-end.

Analise os mais de 41.000 commits que o projecto tem.

Vue.js

Conhecido por sua curva de aprendizado suave, o Vue.js facilita a criação de aplicações web interativas. Vue.js é um framework progressivo para construção de interfaces de usuário, criado por Evan You em 2014.

O Vue.js oferece uma abordagem modular que pode ser adoptada gradualmente, permitindo a integração com outros projectos e bibliotecas. O Vue.js cresceu rapidamente em popularidade e é mantido por uma comunidade activa, que contribui para seu desenvolvimento contínuo.

Actualmente, encontra-se na release 206 lá no GitHub.

Docker

O Docker é uma plataforma que permite a criação, o envio e a execução de aplicativos em contêineres. Permite, também, que desenvolvedores empacotem aplicações e suas dependências em contêineres, garantindo que funcionem de forma consistente em qualquer ambiente.

O projecto Docker incentivou o desenvolvimento de uma vasta gama de ferramentas e serviços de contêinerização, tornando-se um um fenómeno na indústria de TI.

Visite o projecto da grande Microsoft aqui.

Kubernetes

O Kubernetes é um sistema de orquestração de contêineres Open Source, originalmente, desenvolvido pelo Google, e lançado em 2014. O Kubernetes simplificou o gerenciamento de aplicações em contêineres em escala, automatizando a implantação, o escalonamento e a operação de contêineres. Ele oferece capacidades de auto-recuperação e gerenciamento eficiente de recursos, tornando as aplicações mais resilientes.

Kubernetes tornou-se a escolha principal para orquestração de contêineres, suportado por uma grande comunidade e um vasto ecossistema de plugins e extensões.

Quantas linhas de código um projecto como esse possui? Verifique aqui.

TensorFlow

O TensorFlow é uma biblioteca de código aberto para aprendizado de máquina e inteligência artificial, desenvolvida pelo Google que foi lançada em 2015. O TensorFlow democratizou o acesso à ferramentas avançadas de machine learning e AI, permitindo que desenvolvedores e pesquisadores construam modelos complexos sem precisar reinventar a roda; impulsionou a inovação em diversos campos, desde o reconhecimento de imagem e voz, até à medicina e finanças.

A natureza Open Source do TensorFlow atraiu uma vasta comunidade de desenvolvedores e pesquisadores, que, continuamente, contribuem para seu aprimoramento e expansão.

Actualmente, o projecto conta com mais de 73.000 forks, imagine o que o pessoal pelo mundo tem feito com esta ferramenta poderosa.

Conclusão

Ao explorar os projectos de código aberto mais inovadores, é possível traçar um cenário das contribuições significativas que essas iniciativas forneceram para a humanidade, o legado do Open Source é vasto e inegável.

Cada uma dessas tecnologias não apenas facilitou a inovação e eficiência no desenvolvimento de softwares, mas também promoveu uma cultura de colaboração e compartilhamento de conhecimento, aspectos fundamentais do movimento Open Source.